Você está aqui: Página Inicial / Projetos / ENSINO

ENSINO

LABORATÓRIO DE PSICOLOGIA HISTÓRICO-CULTURAL: CIÊNCIA, ARTE E EDUCAÇÃO (Processo nº 6775/08-PEN).

Coordenadora: Drª Silvana Calvo Tuleski (DPI/PPI)

Resumo: Este laboratório visa reunir as diversas atividades de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas na abordagem da Psicologia Histórico-Cultural pelos professores pesquisadores participantes. Entendemos que a Psicologia, como integrante das Ciências Humanas, ao tomar para si a investigação e compreensão da constituição da subjetividade humana como objeto, não pode apartar-se das relações sociais de produção e da expressão destas no âmbito das idéias, ou seja, das teorias. Quando tratamos ainda, dos fundamentos da ciência psicológica, menos ainda deve ficar apartada de suas raízes históricas e de sua vinculação com a organização social vigente, sendo entendida como produção e produto desta, expressão das contradições explícitas e implícitas da sociedade contemporânea. Este caminho, em nosso entendimento, só é possível quando se compreende as categorias do método materialista-histórico-dialético e, além disso, quando estas são utilizadas para revelar os fenômenos humanos em sua essência. A partir deste referencial, entendemos que nem a Ciência – no caso a Psicologia – e nem a Arte, podem ser apropriadas de maneira puramente abstrata, isto é, desligada da materialidade que as produz. No entanto, na sociedade de classes, como nos mostra Leontiev (1978) “a encarnação no desenvolvimento dos indivíduos dos resultados adquiridos pela humanidade na seqüência do desenvolvimento da sua atividade global, de todas as aptidões humanas, permanecem sempre unilaterais e parciais” (p. 185). Este patrimônio material e espiritual a que este autor se refere está relacionado ao que há de mais elaborado pela cultura humana, no caso a Ciência, a Arte e a Filosofia. Mas, o processo de apropriação vai efetuar-se no decurso do desenvolvimento de relações reais do sujeito com o mundo e estas relações “não dependem nem do sujeito nem da sua consciência, mas são determinadas pelas condições históricas concretas, sociais, nas quais ele vive, e pela maneira como a sua vida se forma nestas condições” (LEONTIEV, 1978, p. 275). Fica evidente na citação acima de Leontiev, que juntamente com Vigotski e Luria foram fundadores da Psicologia Histórico-Cultural, a base marxista de seus postulados, por isso a necessidade neste projeto, de não desligá-los do materialismo-histórico. Este desligamento, atualmente, tem possibilitado sua vinculação, por diversos intérpretes contemporâneos, aos paradigmas pós-modernos, como já denunciado por Tuleski (2000), Duarte (2002a), entre outros, esterilizando-a de seu potencial crítico e transformador. Assim, a recuperação de suas bases filosóficas e epistemológicas é fundamental para que seja possível a compreensão da essência da Psicologia Histórico-cultural. Sob este enfoque não só as diversas correntes psicológicas e filosóficas, mas as diversas formas de Arte (pintura, literatura, poesia, cinema, escultura, etc.) entendidas como expressões humanas, devem, pois, ser apreendidas para além da mera expressão de significados alheios à materialidade das relações de produção, ou como subjetividade e emoções individuais de seus artistas e/ou produtores, isto é, sem historicidade.

Docentes participantes do Projeto: Dra. Marilda Gonçalves Dias Facci (DPI/PPI), Dra. Sônia Mari Shima Barroco (DPI/PPI), Dra. Adriana de Fátima Franco (DPI/PPI), Dra. Marta Chaves (DTP), Ms. Marlene W. Simionato (DPI).

 

LABORATÓRIO DE FILOSOFIA E METODOLOGIA DA PSICOLOGIA

Coordenador: Carlos Eduardo Lopes

Partindo da pluralidade teórico-metodológica da psicologia, bem como a defesa da importância da manutenção dessa diversidade, o Laboratório de Filosofia e Metodologia da Psicologia (LAFIMEP) tem como principal objetivo criar um contexto propício para a promoção de um diálogo virtuoso entre diferentes tradições de pensamento psicológico por meio de um exame de seus compromissos filosóficos e de suas diretrizes metodológicas. Esse objetivo está permeado pela pressuposto de que o esclarecimento dos compromissos filosóficos dos diversos projetos de psicologia é capaz de criar pontos de contato entre eles, explicitando suas eventuais afinidades, além de colocar em bases conceituais mais claras suas divergências. Nesse contexto, a pesquisa teórico-filosófica é considerada como pedra de toque para a compreensão da pluralidade teórico-metodológica da psicologia. Atualmente o LAFIMEP desenvolve as seguintes atividades: 1) organização de eventos de extensão, principalmente o Ciclo de Palestras em História e Filosofia da Psicologia; 2) grupo de estudos sobre comportamentalismo radical (SPAC); 3) orientação e desenvolvimento de pesquisas teóricas em psicologia nos níveis de graduação e pós-graduação. Desse modo, embora seja formalmente um projeto de ensino o LAFIMEP engloba atividades de ensino, pesquisa e extensão.