Você está aqui: Página Inicial / Histórico / Histórico do Departamento

Histórico do Departamento

HISTÓRICO DO DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA

 

O curso de Psicologia da UEM iniciou em 1979, vinculado ao Departamento de Educação. Em 1983 foi criado o Departamento de Psicologia e em 1984 houve o reconhecimento do curso pelo CEE.

O Departamento de Psicologia da UEM, atualmente, conta com 49 professores efetivos em seu quadro docente. No que se refere à titulação, possui 31 doutores, 09 mestres, 12 doutorandos e 06 pós-doutores (dados de 2013). O DPI conta, ainda, com 03 professores colaboradores. Mantém indissociável elo com a comunidade local, regional e interestadual, pois recebe acadêmicos desta ampla faixa geográfica, como também presta serviços a várias comunidades destas regiões, muitas vezes utilizando-se dos resultados de suas pesquisas.

O Departamento de Psicologia se soma aos Departamentos da UEM na construção da história da instituição. Mantém a Unidade de Psicologia Aplicada (UPA), onde acontecem os estágios dos alunos do 5º ano, oferece atendimento gratuito a comunidade nas áreas de Psicologia, Saúde e Processos Clínicos, Escolar e Trabalho. Anualmente a UEM certifica em torno de 75 alunos com o título de psicólogo.

No que se refere à Pós-graduação em nível lato sensu, até 2013 foram ofertados 24 cursos de especialização por este Departamento. Em nível strictu sensu desde 2007 está em funcionamento o mestrado acadêmico em Psicologia, tendo como área de concentração a Constituição do Sujeito e Historicidade, contando com três linhas de Pesquisa. É um programa recomendado pela CAPES com conceito 4. Em 2015 iniciou-se a primeira turma de doutorado do Programa de Pós-graduação do DPI.

Desde 1996 o Departamento publica a revista “Psicologia em Estudo”, conceito Qualis A1 com quatro edições anuais. Cabe destacar que a revista Psicologia em Estudo encontra-se entre as revistas de Psicologia publicadas no Brasil selecionadas para integrar a coleção Scielo. Conta ainda com financiamento do CNPq e Fundação Araucária, e é indexada na American Psychological Association (APA) entre outros.

A partir de 1990 o Departamento desenvolve e participa do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação Científica (PIBIC), a partir de 1997, do Programa de Iniciação Cientifica (PIC), e a partir de 2009 do Programa Institucional de Iniciação Científica - PIBIC nas Ações Afirmativas – PIBIC – Af do CNPq/FA/UEM,

Além dos projetos descritos acima, o Departamento desenvolve e participa de projetos de ensino, extensão e pesquisa.

O Departamento participa desde 2009 do Programa de Educação para o Trabalho para a Saúde – PET Saúde. Em 2012 passa a integrar o PROPET – SAÚDE, Projeto Institucional cujo objetivo é a reorientação da formação dos sete cursos da área da saúde da Universidade Estadual de Maringá, projeto este vinculado à Pró-reitoria de Ensino – PEN. Participam do projeto cinco professores e treze alunos bolsistas e voluntários do curso de Psicologia.

O Pró-Saúde e o PET-Saúde têm como pressupostos a consolidação da integração ensino-serviço-comunidade e a educação pelo trabalho. A articulação destas iniciativas visa: (1) à reorientação da formação profissional, assegurando uma abordagem integral do processo saúde-doença, promovendo transformações nos processos de geração de conhecimentos, ensino-aprendizagem e de prestação de serviços de saúde à população; e (2) a fomentar grupos de aprendizagem tutorial em áreas estratégicas para o serviço público de saúde caracterizando-se como instrumento para qualificação em serviço dos profissionais da saúde, bem como de iniciação ao trabalho e formação de estudantes de cursos de graduação da área da saúde, tendo em perspectiva a qualificação da atenção e a inserção das necessidades dos serviços como fonte de produção de conhecimento e pesquisa nas

Em 2014 o Departamento passa a oferecer quatro vagas em Residência Multiprofissional na área da Saúde: urgência e emergência. Os residentes são bolsistas do Ministério da Saúde. A residência tem por objetivo desenvolver competências voltadas para educação em serviço, para exercer ações de acordo com o núcleo de saber e da prática das categorias que integram as profissões da área de saúde, excetuada a médica, orientadas pelos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde - SUS.